CAMPO abre as comemorações dos 40 anos na Agrobrasília

DSC_0157
No dia 9 de novembro de 1978, as duas holdin’s, JADECO, de origem japonesa, e BASAGRO, de iniciativa brasileira, assinaram o documento de fundação da CAMPO- Companhia de Promoção Agrícola. A nova empresa já tinha a sua primeira missão: coordenar a implantação do Programa de Cooperação Nipo-Brasileira para o Desenvolvimento dos Cerrados – PRODECER.
Os resultados colhidos ao longo desses quase 40 anos foram apresentados através de um painel virtual no estande da CAMPO na Agrobrasília. Uma tela interativa, onde os visitantes podiam escolher o ano e visualizar fatos que marcaram a história da empresa, como sua fundação, o início dos projetos internacionais, a criação do Centro de Tecnologia Agrícola e Ambiental e o Centro de Biotecnologia Vegetal, por exemplo.
Esse jeito divertido de conhecer as experiências da CAMPO chamou a atenção de visitantes da feira e despertou saudades naqueles que vivenciaram essa história. Como seu Pedro, que era vendedor de um dos fornecedores de insumos para o PRODECER I, em Paracatu-MG, em 1980. Para outros, foi totalmente novidade, como para o intercambista nigeriano Aryo, que veio conhecer um pouco da agricultura brasileira e das tecnologias que a CAMPO desenvolveu para os cultivos na área dos Cerrados.
Além da presença de ferramentas tecnológicas, o presidente, Emiliano Botelho, o vice-presidente, Mitsutoshi Akimoto, e profissionais da CAMPO estiveram durante os 5 dias da feira recebendo e conversando com os visitantes, amigos e clientes.
Foram mais de 120 mil visitantes que passaram pelo Parque Tecnológico Ivaldo Cenci para conferir produtos, inovações, serviços e novidades voltadas ao agronegócio brasileiro. O presidente da Agrobrasília, Leomar Cenci, informou que o valor movimentado em negócios durante a feira foi de um bilhão e cem milhões, o que “superou, e muito, o que a gente imaginava”, avaliou.